Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

Feira de Filmes Alternativos e Raros



Total de visitas: 48564
Históricos e Políticos L-Z

KollaSuyo” de Pedro Dantas

KollaSuyo formava parte da organização inca do Tahuantinsuyo, era a região sul, desde o ponto-de-vista de Cuzco. A região incorporava o que hoje é a Bolívia, o norte da Argentina e do Chile e o sul do Peru. É uma importante referência aos povos indígenas que vêem na república boliviana uma continuação do processo de colonização e exploração de suas riquezas. O país tem em sua história a experiência socialista da revolução de 1952, que trouxe embargo econômico, pobreza, consciência e organização popular. Durante os anos 90, como quase todos países latino-americanos, endividado, pressionado, por ingerência externa e interesses empresariais, o país aderiu aos preceitos da economia neoliberal. O resultado foi a acentuação da pobreza e das desigualdades sociais. A conseqüência foi uma enorme insurreição popular que ocasionou a renúncia de dois presidentes, levou à presidência do país, pela primeira vez no continente, um indígena e, principalmente, fez valer a vontade popular, lembrando o verdadeiro e esquecido significado da palavra democracia. A população exige do Estado a nacionalização do Gás Natural e dos demais recursos naturais do pais.





"La Noche de Los Lapices” de Héctor Olivera

La Noche de los Lápices, de Héctor Olivera, é um filme que recria o fato real ocorrido durante a ditadura. Em setembro de 1976, durante os primeiros meses da ditadura, sete adolescentes da cidade de La Plata foram seqüestrados, torturados e assassinados por reinvidar redução nas tarifas do transporte para estudantes. O filme narra a história desde o começo dos protestos estudantis até 1980, quando o único sobrevivente foi liberado. Centrado mais no desenvolvimento psicológico dos personagens do que no contexto econômico e social, o filme narra a história de um modo que poderia se desenvolver em qualquer regime autoritário, concentrando-se na situação dos seres humanos sob extrema pressão. Foi indicado ao Premio de Ouro do Festival Internacional de Cinema de Moscou em 1987.

NOVO "LA REPÚBLICA PERDIDA 1 e 2" de Miguel Pérez

O primeiro volume Reconstitui a história argentina no período compreendido entre 1930 e 1976. (espanhol sem legendas)
O segundo volume rReconstitui o passado político argentino entre 1976 e 1983, período da mais intensa repressão militar na história do
país até o advento da democracia com o presidente Raúl Alfonsin.

Áudio em espanhol, legendas somente em inglês



Lampião e os cangaceiros - 3 vídeos: 1."Memória do Cangaço" de Paulo Gil Soares; 2."Lampião o rei do cangaço" de Carlos Coimbra; 3. "Baile Perfumado" de Paulo Caldas e Lírio Ferreira

1. Memória do Cangaço: Documentário sobre os vestígios e impressões que os cangaceiros deixaram. Na década de 60 o Museu de Antropologia da Universidade da Bahia ainda conservava em exposição as cabeças mumificadas de Lampião e Maria Bonita quando, descobertas e recuperadas, imagens do bando de Lampião filmadas por Benjamim Abraão quando Paulo Gil Soares sai em busxa da Memória do Cangaço dos anos 30. 2. Lampião o rei do cangaço: com roteiro baseado nos livros "Lampião, o Rei do Cangaço" de Eduardo Barbosa, e "Capitão Virgulino Lampião" de Nertan Machado o filme conta a história de Virgulino Ferreira da Silva, conhecido como Lampião, que liderou um bando de cangaceiros através dos estados do nordeste do Brasil, e que era respeitado e considerado um herói pelos pobres locais. 3. "Baile Perfumado": amigo íntimo do Padre Cícero (Jofre Soares), o mascate libanês Benjamin Abrahão (Duda Mamberti) decide filmar Lampião (Luís Carlos Vasconcelos) e todo seu bando, pois acredita que este filme o deixará muito rico. Após alguns contatos iniciais ele conversa diretamente com o famoso cangaceiro e expõe sua idéia, mas os sonhos do mascate são prejudicados pela ditadura do Estado Novo, que proíbe o filme.


NOVO “Os Libertários” de Lauro Escorel Filho

O filme mostra a importância do anarquismo nas resistências do movimento operário brasileiro do final do século XIX e começo do século XX. O filme trata do movimento trabalhista no início do século XX. Foi elaborado com material do arquivo Edgard Leueuroth, considerado o mais completo acervo da imprensa operária brasileira.




“Libertárias” de Vicente Aranda

O filme retrata a trajetória das mulheres anarquistas do grupo “Mujeres Libres” durante a Guerra Civil Espanhola, uma luta que significou mais que a batalha antifascista, mas também uma luta contra o machismo dos próprios companheiros anarquistas e comunistas.








“Looking for Fidel” de Oliver Stone

Na Primavera de 2003, no seguimento de uma onda de assaltos a aviões, três homens foram presos, julgados e executados em Cuba. Quase ao mesmo tempo, o governo também prendeu, condenou e prendeu mais de 75 dissidentes, incluindo vários jornalistas independentes, sob a acusação de serem agentes secretos á serviço dos Estados Unidos, e conspiradores contra a revolução cubana. Estes acontecimentos levaram a uma mudança de opinião no cenário mundial em relação ao governo cubano e reafirmou a condenação do regime de Castro por muitos intelectuais e governantes. Como resultado de tudo isto, Oliver Stone regressou a Cuba para obter respostas e para mergulhar ele próprio na vida política e na realidade da ilha. Looking for Fidel é o precioso resultado desse trabalho.


Legendas somente em espanhol



“Machuca” de Andrés Wood

Machuca é um filme chileno do ano de 2004. Sua história se passa em 1973, quando o Chile vive uma situação conturbada, em pleno governo de Salvador Allende. Há passeatas em defesa do seu governo, em defesa do socialismo, e outras, organizadas pela direita nacionalista que quer retomar o poder. Gonzalo é um garoto de classe média-alta que estuda no Colégio Saint Patrick, o mais conceituado da capital, Santiago. O padre McEnroe, diretor do colégio, pelo governo Allende, aplica uma política para que alunos pobres estudem no Saint Patrick. Um deles é Pedro Machuca. A partir de uma briga na escola, surge uma amizade entre os dois garotos. As aproximações e distanciamentos que ocorrem a partir da diferença de classe dos meninos são a chave da trama. Um drama brilhante em torno da história do Chile, que nos machuca, mas também nos faz refletir.

“Malcom X” de Spike Lee DVD Duplo

Biografia do famoso líder afro-americano (Denzel Washington) que teve o pai, um pastor, assassinado pela Klu Klux Klan e sua mãe internada por insanidade. Ele foi um malandro de rua e enquanto esteve preso descobriu o islamismo. Malcolm faz sua conversão religiosa como um discípulo messiânico de Elijah Mohammed (Al Freeman Jr.). Ele se torna um fervoroso orador do movimento e se casa com Betty Shabazz (Angela Bassett). Malcolm X ora uma doutrina de ódio contra o homem branco até que, anos mais tarde, quando fez uma peregrinação à Meca abranda suas convicções. Foi nesta época que se converteu ao original islamismo e se tornou um "Sunni Muslim", mudando o nome para El-Hajj Malik Al-Shabazz, mas o esforço de quebrar o rígido dogma da Nação Islã teve trágicos resultados.


“Malvinas: la retirada” e “Malvinas, uma história alternativa”

Dois documentários sobre a guerra das Malvinas, ocorrida em 1982, entre Argentina e Inglaterra. O primeiro foi produzido pelo History Channel, e mostra os interesses da ditadura militar por trás da guerra, já que a população expressava naquele momento um grande repúdio tanto á guerra quanto á ditadura, e como a guerra serviu para desviar o foco da população e de pretexto para a continuidade do regime. O segundo, produzido pelo Discovery Channel, enfoca a possibilidade da Argentina ter vencido a guerra, mostrando como funcionavam as operações e estratégias militares e o porque da derrota, tanto desde um ponto de vista militar quanto político.






“Mandela – Um Grito de Vitória” de Jo Menell e Angus Gibson

A história de uma das personalidades mais marcantes do século 20, cuja vida, marcada pela luta contra a opressão, é um exemplo de dignidade, esperança, disciplina e responsabilidade - virtudes que lhe valeram a vitória sobre o ódio, desespero e intolerância. A instauração do regime do apartheid, em 1948, regulamentando sob a força da lei a dominação da minoria branca sobre a maioria negra, provocou uma política segregacionista no país, levando Mandela a encorajar protestos pela via da não-violência. Com sua esposa Winnie, Mandela compartilhou a luta pelo mesmo ideal e encontrou nela o apoio para percorrer seu caminho de resistência ao regime, mesmo durante os 27 anos que ficou na prisão após seu julgamento e condenação em 1964. Mandela ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1993, e chegou á presidência da África do Sul e, mesmo com muitas pressões, não desviou-se um só milímetro de projeto coletivo de seu partido – CNA- Congresso Nacional Africano. . O documentário tem uma bela trilha sonora, coordenada por Cedric Samson e Hugh Masekela, com canções executadas por músicos sul-africanos.
"Marighella - Retrato Falado do Guerrilheiro" de Silvio Tendler

Conta a história, as polêmicas, as vitórias e derrotas de Carlos Marighella, um dos líderes da luta armada contra a ditadura militar no Brasil. Autor do "Manual do Guerrilheiro Urbano" foi fundador da Ação Libertadora Nacional, primeiro movimento armado pós-64. Foi homenageado com o filme no ano em que completaria 90 anos.

“O massacre de Alto Alegre” de Murilo Santos

Domingo, 13 de março de 1901. O dia amanhece em Alto Alegre, e o sino da capela anuncia a missa das seis horas. Na igreja, estão reunidos frades, freiras, famílias de trabalhadores da Missão Capuchinha e meninas do internato, a maioria índias. No instante em que o padre que conduz a celebração ergue a hóstia, uma flecha lhe atravessa o corpo. Dezenas de índios, munidos de espingardas, flechas e facões, assaltam a igreja e o povoado, matando cerca de 200 pessoas. O incidente ficou conhecido como o maior massacre de brancos praticado por índios em toda a história do Brasil, muito embora, na represália que se seguiu, os brancos tenham exterminado aproximadamente 400 índios. Um massacre que tem sua origem na intolerância cultural e religiosa, no etnocentrismo e na suposta superioridade da cultura branco-cristã. Um massacre decorrente do desrespeito à diversidade cultural em um momento em que o estado brasileiro se consolida ancorado nas idéias de ordem e progresso.


"Massacre em Roma - Rappresaglia" de George P. Cosmatos

Durante a Segunda Guerra Mundial, atentado contra soldados nazistas em Roma provoca violenta reação dos alemães, que exigem o fuzilamento de dez civis para cada soldado morto. Baseado em fatos reais. Com Marcello Mastroianni.

"Memórias do Subdesenvolvimento" de Tomás Gutiérrez Alea

Retrato lúcido e poético de Cuba no começo dos anos 60. É considerado um clássico do cinema latino-americano. Oferece um olhar ao mesmo tempo carinhoso e crítico sobre os rumos da revolução de Fidel Castro, narrado pelos olhos de Sérgio, um homem que aos 38 anos se vê subitamente sozinho em Havana, depois que sua mulher e seus pais resolvem migrar para os Estados Unidos. Ao acompanhar Sérgio, o espectador é convidado a passear pelas ruas da capital cubana e a encontrar personagens reais, num filme que mistura com habilidade recursos da ficção e do documentário.


NOVO “Os Meninos do Brasil” de Franklin J. Schaffner

O ensandecido médico Joseph Mengele, que fez milhares de experiências genéticas com judeus (inclusive crianças), vive no Paraguai e planeja o nascimento do 4º Reich. Para obter tal objetivo, faz 94 clones de Hitler quando ele era um garoto. Mas isto não basta, pois diversas variáveis necessitam serem criadas para traçar o perfil psicológico de Hitler. Entretanto Ezra Lieberman , um judeu que é um caçador de nazistas, descobre a trama e tenta impedir que tal plano se concretize.

"Os Miseráveis" de Bille August (versão de 1998)

No início do século XIX, na França, Valjean foi condenado injustamente a prisão por ter roubado um pedaço de pão. Após 20 anos, sai em liberdade condicional e leva uma vida de perseguição e confronto, tornando-se um honrado e respeitável prefeito de uma pobre cidade, mas caçado por um obcecado policial que não acredita na sua transformação. Apaixona-se por uma operária, que sofre maltratos por ter uma filha ilegítima e teve uma morte prematura. Valjean adota sua filha e tenta protegê-la dos perigos do mundo, mas quando ela se toma adulta, apaixona-se por um jovem revolucionário. Em plena revolução de 1832, Valjean luta e foge constantemente do policial, até que o confronto dos dois é inevitável.




“A Missão” de Rolland Joffé

Composto de astros do porte de Robert De Niro, Jeremy Iron e Liam Neeson, A Missão retrata a guerra estabelecida por portugueses e espanhóis contra jesuítas idealistas que catequisavam os índios nos Sete Povos das Missões, na América do Sul no século XVIII. De Niro faz um violento mercador de escravos indígenas, que arrependido pelo assassinato de seu irmão, realiza uma auto-penitência e acaba se convertendo em missionário jesuíta. Ele ajuda o líder dos catequisadores, Gabriel (Jeremy Irons) a criar um novo mundo em Sete Povos das Missões, mas os portugueses e espanhóis têm outros planos para aquele lugar. Quando Gabriel se recusa a deixar o que construiu, o exército é mandado para tirá-los de lá a força.

“Missing – Desaparecidos” de Costa Gavras

Em um restaurante em Santiago do Chile, um jovem jornalista norte-americano, residente nesse país, acaba escutando uma conversa na mesa ao lado, entre um agente da CIA e militares chilenos, que deixa clara a participação do governo norte-americano no golpe militar que depôs o governo socialista de Salvador Allende e inaugurou a ditadura do general Augusto Pinochet. A obra de Costa Gavras focaliza inicialmente o cotidiano do jornalista no Chile, até seu desaparecimento, dias após o golpe de Estado do general Pinochet. O filme prossegue até o final com a busca desesperada do pai e da mulher do jornalista, na tentativa de encontrá-lo. O Chile pós-golpe de Estado, os primeiros dias da repressão e todo horror da ditadura chilena, considerada uma das mais violentas da América Latina, são fielmente retratados pelo filme, que venceu a Palma de Ouro e o prêmio de melhor ator no festival de Cannes, além do Oscar de melhor roteiro adaptado.

“Motoboys - Vida Loca” - de Caito Ortiz

Existe um grupo vital para a sociedade moderna, fiel entre si, independente, rebelde e com sua própria ética e moral. Dono de um comportamento suspeito e por vezes ilegal, esse proletariado urbano surgiu sem qualquer planejamento para se transformar num dos mais polêmicos fenômenos. O documentário Motoboys, Vida Louca, do publicitário e cineasta Caito Ortiz, registra in loco a vida de 5 motoboys, entre eles uma motogirl, revelando sua intimidade e comportamento, seus medos e sonhos.

NOVO “Montanha dos Sete Abutres” de Billy Wilder

O repórter veterano Charles Tatum (Kirk Douglas) foi despedido de 11 jornais, por 11 razões diversas. Ele está sem dinheiro, então pede a Jacob Q. Boot (Porter Hall), o dono do jornal local, que lhe dê um emprego e consegue. Tatum recebe ordem para cobrir uma corrida de cascavéis. Aparentemente seria outra matéria sem o menor atrativo, mas ruma para o local acompanhado por Herbie Cook (Robert Arthur), um misto de auxiliar, motorista e fotógrafo. No meio do caminho param para abastecer o carro e Tatum acaba descobrindo que Leo Minosa (Richard Benedict) ficou preso em uma mina quando procurava por "relíquias indígenas". Tatum sente que esta reportagem pode ser a chance que ele esperava, mas para isto precisa ter controle da situação. Ele transforma o resgate de Leo em um assunto nacional, atraindo milhares de curiosos, cinegrafistas de noticiários e comentaristas de rádio, além de forçar Lorraine (Jan Sterling), a mulher de Leo, a se fazer passar como uma esposa arrasada. Na verdade ela ia abandonar Leo neste trágico momento, mas Tatum a fez ver que ela iria ganhar um bom dinheiro na sua lanchonete quando as pessoas chegassem para ver o acontecia. Para prolongar o circo Tatum reduz deliberadamente a velocidade do resgate de Leo, pois o ideal é que ele que preso por seis dias e não apenas por algumas horas.



NOVO “A Morte do Profeta” de Woody King Jr

Numa mistura de documentário e drama emocional, A Morte do Profeta narra os trágicos eventos que marcaram o último dia na vida do ativista negro Malcom X, em 21 de fevereiro de 1965. Malcom X (interpretado por Morgan Freeman) foi um dos maiores batalhadores pelos direitos civis da história americana, ao lado de Martin Luther King, com quem compartilhou também a morte de maneira trágica e violenta. Conheça a história de um homem que sacrificou a vida em troca de um futuro mais justo para seus irmãos e irmãs.
A Morte do Profeta consegue cativar e sensibilizar mesmo depois de passados 40 anos da morte de Malcom X. O elenco destaca a presença de Yolanda King, filha de Martin Luther King, além de depoimentos de amigos e testemunhas oculares do assassinato de Malcom X. Ossie Davis, Yuri Kochiyama e Amiri Baraka dão depoimentos emocionados, ajudando a situar a importânica de Malcom X dentro da sociedade americana conteporânea e seu efeito nas próximas gerações.



“Muda Brasil ” de Oswaldo Caldeira

Na tradição do documentário político, este filme brasileiro registra os principais momentos de nosso país desde que se começou a discutir as eleições diretas no governo militar. Durante seis meses, até o resultado do Colégio Eleitoral, no qual Tancredo Neves consagrou-se Presidente da República pelo voto indireto, foi mostrado o fim do período autoritário e as primeiras etapas da transição para a democracia.
Foram produzidas 23 horas de material filmado, em que se destacam entrevistas e pronunciamentos de personalidades como Paulo Maluf, Ulysses Guimarães, Antônio Carlos Magalhães, Fernando Henrique Cardoso, José Aparecido de Oliveira, Fernando Lyra, Airton Soares, entre outros. A montagem definitiva recebeu uma visão reflexiva do diretor Oswaldo Caldeira, que não perdeu de vista a importância de registrar os momentos mais decisivos desse novo tempo. O objetivo básico de MUDA BRASIL é preservar a memória deste país. O filme pretende ser, principalmente, uma homenagem ao povo brasileiro. NOVO "Nascidos em Bordéis" de Zana Briski e Ross Kauffman

Mostra a vida de crianças do bairro da Luz Vermelha, em Calcutá. O aparente enriquecimento da Índia deixa de lados os menos favorecidos. Porém, ainda há esperanças. Os documentaristas Zana Briski e Ross Kauffman procuram essas crianças e munido de câmeras fotográficas pede para elas fazerem retratos de tudo que lhes chamam a atenção. Os resultados são emocionantes E enquanto as crianças vão descobrindo essa nova forma de expressar, os cineastas lutam para poder dar mais esperança, para as quais a pobreza é a maior ameaça à realização dos sonhos.

NOVO "Noel, Poeta da Vila" de Ricardo Van Steen

A cinebiografia de Noel Rosa, que mudou a história da música popular brasileira. Aos 17 anos Noel Rosa (Rafael Raposo) é um jovem engraçado, que possui um defeito no queixo e gosta de improvisar quadras debochadas para os amigos. Noel estuda medicina e toca numa banda regional, com outros garotos do bairro. Noel gosta da companhia de operários, negros favelados e prostitutas, com quem rapidamente faz amizade. Até que um dia conhece Ismael Silva (Flávio Bauraqui), compositor que o desafia a compôr um samba. Noel usa uma paródia ao Hino Nacional para compôr "Com Que Roupa?", que faz grande sucesso nas rádios de todo país. A partir de então ele se dedica de vez ao mundo do samba, mudando a história da música popular brasileira.
”A Noite de São Lourenço” de Paolo e Vittorio Taviani

Na Itália a noite de 10 de agosto é conhecida como a noite de São Lourenço, quando se vê o maior numero de estrelas cadentes no céu. Em 1944, esse evento assume uma dimensão trágica em um vilarejo na Toscana, quando os invasores nazistas pretendem massacrar a população local.

NOVO “Onde sonham as formigas verdes ” de Werner Herzog


No coração selvagem da Austrália, um grupo de aborígenes defende um local sagrado contra o avanço dos tratores de uma companhia de mineração. É o local onde as formigas verdes sonham. Uma terra mitológica criada pela imaginação delirante de Werner Herzog, um dos mais intrigantes diretores de todos os tempos. Unindo a fantasia absoluta a tristes fatos, Onde sonham as formigas verdes retrata o confronto da milenar cultura dos aborígenes, repleta de sabedoria telúrica com a moderna sociedade industrial, que não hesita em destruir a natureza em sua suicida busca de lucros exorbitantes.





“O Nome da Rosa” de Jean–Jacques Arnaud

O ano é 1327. Representantes da Ordem Franciscana e a Delegação Papal se reúnem num monastério Beneditino para uma conferência. Mas a missão deles é subitamente ofuscada por uma série de assassinatos. Utilizando sua brilhante capacidade de dedução, o monge franciscano William de Baskerville, auxiliado pelo noviço Adso de Melk, se empenha para desvendar o mistério. Mas antes que William possa completar sua investigação, o monastério é visitado pelo seu antigo desafeto, O Inquisitor Bernardo Gui. O poderoso Inquisitor está determinado a erradicar a eresia através da tortura e se William, o caçador, persistir na sua busca, também se tornará caça. Mas a medida que Bernerdo Gui se prepara para ascender a fogueira da Inquisição, William e Adso voltam à biblioteca labirintesca e descobrem uma extraordinária verdade...


NOVO “O que você faria? (Él Método)” de Marcelo Piñeyro

Sete executivos disputam uma vaga numa empresa em Madri (Espanha). No mesmo dia, uma reunião do G-8 faz com que as ruas da capital espanhola seja ocupada por manifestantes. Mesmo assim, os candidatos participam da seleção, cujas provas são elaboradas baseadas num chamado Método Grönholm. Fechados numa sala, os candidatos têm de descobrir quem é o agente da empresa infiltrado entre eles, entre outras provações. No meio das provas, se discute a atuação e o comportamento das pessoas frente ao poder econômico e á onipotência do “deus ,mercado”, que não exita em corromper e dividir as pessoas em proveito do lucro, através de ilusões pessoais de sucesso, sexo, prestígio e poder.






"O que é isso companheiro?" de Bruno Barreto

Em 1964, um golpe militar derruba o governo democrático brasileiro e, após alguns anos de manifestações políticas, é promulgado em dezembro de 1968 o Ato Constitucional nº 5, que nada mais era que o golpe dentro do golpe, pois acabava com a liberdade de imprensa e os direitos civis. Neste período vários estudantes abraçam a luta armada, entrando na clandestinidade, e em 1969 militantes do MR-8 elaboram um plano para seqüestrar o embaixador dos Estados Unidos (Alan Arkin) para trocá-lo por prisioneiros políticos, que eram torturados nos porões da ditadura.

NOVO "Oscar Niemeyer" de Fabiano Maciel

A história de Oscar Niemeyer, um dos mais influentes arquitetos brasileiros no século XX. É mostrado como Niemeyer revolucionou a Arquitetura Moderna com a introdução da linha curva e a exploração de novas possibilidades de uso do concreto armado, além de seus pensamentos sobre a vida e o ideal de uma sociedade mais justa.


"A Onda" de Alex Grasshoff

Este filme é um relato divertido do que poderia ser o surgimento de um novo movimento fascista debaixo do nariz de qualquer um.
Em uma de suas aulas sobre a segunda guerra mundial, o professor "Sr. Ross" é questionado por seus alunos sobre como foi possível que nazistas matassem e manipulassem milhões de pessoas antes e durante o conflito mundial. Á procura da resposta, começa à estudar profundamente o nazismo, e à partir daí começa á aplicar com seus alunos métodos de comportamento e disciplina, criando um "movimento", conhecido como "A Onda". A "onda" vai tomando maiores proporções, chegando á outros lugares e contagiando toda a escola, até um final surpreendente onde ninguém mais já é o mesmo. Uma irônica e inteligente história baseada em fatos reais. Não saiu em cartaz e nem foi lançado no Brasil.

“Pai Patrão” de Paolo e Vittorio Taviani

É a história, relato verídico, da vida de Gavino Ledda, camponês da Sardenha (Itália). É a luta de um homem contra o autoritarismo de seu pai. Instruir-se para combater a ignorância, é o objetivo de Gavino.


"O País de São Saruê" de Vladimir Carvalho

Documentário sobre a região sertaneja do Rio do Peixe (localizada no polígono nordestino da seca, região fronteiriça entre Paraíba, Pernambuco e Ceará) e a evolução de suas atividades econômicas. Inspirado no título de um cordel do conhecido autor paraibano Manoel Camilo dos Santos, O País de São Saruê é um filme denso sobre a relação do homem e a terra. As imagens realistas e as dificuldades da sobrevivência no sertão surgem de modo particularmente forte na tela. Finalizado em 1971, foi proibido e liberado pelos órgãos de censura apenas em 1979.
"Palestina" de Simone Bitton

Este é um documentário montado á partir de imagens de arquivos históricos raros divididos em dois períodos: 1ª parte (1880-1950) e 2ª parte (1950-1991). Mostra fatos desconhecidos da opressão aos movimentos de resistência palestina contra o sionismo de Israel, como greves massivas de trabalhadores. Além de revelar o que está por trás da antiga e árdua luta entre palestinos e israelitas. Excelente par se formar um ponto de vista á respeito e conhecer as raízes dos enfrentamentos atuais.

NOVO "Pancho Vila" de Gene Martin

Pancho Villa conta a história do herói-bandido mexicano que, no início do século passado, lutou pela liberdade de seu povo. Telly Savalas encarna o famoso revolucionário que lidera um exército contra um forte americano, dirigido por um malvado comandante militar.


“Panteras Negras” de Mario Van Peebles

Oakland, Califórnia, 1967. Huey Newton (Marcus Chong) e Bobby Seale (Courtney B. Vance) são amigos, que formam um novo partido dedicado em proteger os negros das violentas arbitrariedades dos policiais brancos. O Partido dos Panteras Negras de Autodefesa dá almoço grátis para as crianças, educa a comunidade afro-americana em se conscientizar dos seus direitos, faz o que pode para tirar das ruas os traficantes de drogas e enfrenta a polícia de Oakland (que é extremamente racista) quando desrespeita os direitos civis dos negros. O partido faz tudo isto sem transgredir alguma lei. Logo brancos conservadores começam se sentir incomodados e planejam se livrar desta "ameaça", mesmo que tenham de desrespeitar a lei.





“Pão e Rosas” de Ken Loach
As irmãs Maya (Pilar Padilla) e Rosa (Elpidia Carrillo), mexicanas de sangue quente, trabalham no serviço de limpeza de um prédio comercial no centro da cidade. O destinou colocou Sam (Adrien Brody), apaixonado ativista americano, no seu caminho, o que as leva a uma campanha guerrilheira contra seus patrões. A luta ameaça seu sustento, a família e faz com que corram o risco de serem expulsas do país.

"Patagonia Rebelde" de Héctor Oliveira

Em 1920, operários e peões do sul da Argentina agrupados em sociedades anarquistas e socialistas, diante das péssimas condições de trabalho decidem pela greve geral.
O general a mando das tropas enviadas pelo Governo Central se inclina a favor dos trabalhadores e consegue firmar um acordo entre sindicatos e estancieiros. No entanto, os patrões não cumprem o combinado, levando os trabalhadores a uma nova greve, seguida por uma brutal repressão.
Sem legendas em Português / Áudio em espanhol


“Peões” de Eduardo Coutinho

Em seu oitavo longa-metragem, o mais influente documentarista brasileiro da atualidade narra a história pessoal de metalúrgicos do ABC paulista que tomaram parte no movimento grevista de 1979 e 1980, mas permaneceram em relativo anonimato. Eles falam de suas origens, de sua participação no movimento e dos caminhos que suas vidas trilharam desde então. Exibem souvenirs das greves, recordam os sofrimentos e recompensas do trabalho nas fábricas, comentam o efeito da militância política no âmbito familiar, dão sua visão pessoal de Luís Inácio Lula da Silva e dos rumos do país.
Peões foi lançado nos cinemas junto com Entreatos, documentário de João Moreira Salles que, através de material exclusivo, revela os bastidores da campanha de Lula à presidência da República. Os dois filmes se enriquecem mutuamente e formam um desenho inédito da história brasileira contemporânea.

NOVO "Persepolis" de Vincent Paronnaud e Marjane Satrapi

Uma excelente animação sobre a Revolução Islâmica, vista desde os olhos de uma criança. A história se passa em Teerã, em 1978, Marjane, de oito anos, sonha em ser uma profetisa do futuro, para assim salvar o mundo. Querida pelos pais cultos e modernos e adorada pela avó, ela acompanha avidamente os acontecimentos que conduziram à queda do xá e de seu regime brutal. A entrada da nova República Islâmica inaugura a era dos “Guardiões da Revolução”, que controlam como as pessoas devem agir e se vestir. Marjane, que agora deve usar véu, sonha em se transformar numa revolucionária. Pouco depois, a cidade é bombardeada durante a guerra contra o Iraque. Com as restrições impostas pelo conflito e o desaparecimento rotineiro de membros da família e entes queridos, a repressão torna-se cada dia mais severa. Como o ambiente fica a cada dia mais perigoso, a rebeldia de Marjane sugere um grave problema. Seus pais decidem mandá-la para a Áustria, para sua própria proteção. Em Viena, Marjane vive outras revoluções aos 14 anos: adolescência, liberdade e o peso do amor mas, além de toda a também excitação, vem também a sensação de exílio e solidão e o gosto amargo de estar à margem da sociedade.


“Poeta de Sete Faces“ de Paulo Thiago

Carlos Drummond de Andrade, morto em 1987, é considerado por muitos ensaístas e críticos, o maior poeta do Brasil, um dos maiores da língua portuguesa juntamente com Camões e Fernando Pessoa.
O documentário tem como linha mestra retratar a trajetória humana do poeta, ao mesmo tempo em que investiga, documenta e interpreta os diversos momentos de sua obra. O objetivo é transcender ao mero registro dos fatos da vida, mas mostrar como estes se mesclam nas transformações dos diversos rumos que tomam sua poesia: trata-se, portanto, de um "documentário poético", onde o espírito, o clima e a emoção da arte drummondiana estão sempre presentes, definindo o texto, a imagem, a música, a montagem e o desenvolvimento dramático do filme.





NOVO "Pontal do Paranapanema" de Chico Guariba

Um dos principais centros de conflitos pela terra no Brasil, ali estava a última grande reserva florestal de mata atlântica do interior do Estado de São Paulo. Foram mais de 100 anos de violência social e ambiental. “O Pontal do Paranapanema” conta essa história, desde o início da grilagem das terras, a chegada dos pioneiros, a exploração marcada pela formação das grandes fazendas, os impactos sociais e ambientais, até as ocupações pelo movimento dos sem terra, o começo da reforma agrária e as tentativas de buscar um desenvolvimento sustentável para a região. Depois de tanta devastação, algumas feridas começam a cicatrizar, mas o futuro ainda é incerto... uma história que se repete por todo o Brasil.


“O Povo Brasileiro” de Isa Grinspum Ferraz DVD Duplo

O antropólogo Darcy Ribeiro (1913-1997) foi um dos maiores intelectuais brasileiros do século XX. Esse DVD duplo traz todos os 10 programas da elogiada série baseada na obra central de Darcy: O Povo Brasileiro, em que o autor responde à questão "quem são os brasileiros?", investigando a formação do nosso povo. Conta com a participação de Chico Buarque, Tom Zé, Antônio Cândido, Aziz Ab´Saber, Paulo Vanzolini, Gilberto Gil, Hermano Vianna, entre outras personalidades. O Povo Brasileiro é uma recriação da narrativa de Darcy Ribeiro, e discute a formação dos brasileiros, sua origem mestiça e a singularidade do sincretismo cultural que dela resultou. Com imagens captadas em todo o Brasil, material de arquivo raro e depoimentos, a série é um programa indispensável para educadores, estudantes e todos.

“Primárias - Kennedy e a Campanha Presidencial de 1960” de Robert Drew

Primary é o registro de momentos decisivos da ascensão do senador John F. Kennedy à Presidência dos Estados Unidos. O filme acompanha as eleições primárias que escolheram o candidato do Partido Democrata à presidência, em 1960, quando Kennedy enfrentou o senador Hubert Humphrey. Robert Drew (ex-editor e correspondente da revista Life), utilizando equipamentos de captação de som e imagem portáteis de forma pioneira, revolucionou a linguagem do documentário americano ao abandonar a predominância da narração e as técnicas tradicionais da reportagem. O resultado é o raro retrato íntimo de um dos maiores líderes políticos do século 20.




"Promessas de um mundo Novo" de Justine Arlin, Carlos Bolado e B.Z. Goldberg

Documentário sobre crianças israelenses e palestinas. O que se vê no filme é espelho das diversas maneiras que os dois povos encaram o conflito. Entre tentativas e fracassos, esperanças e decepções, avanços e recaídas para se chegar a um acordo, as crianças são prova que o entendimento está tão longe e tão perto. A paz que está em suas mãos é a mesma que lhes escorre entre os dedos.

“O prisioneiro da grade de ferro” de Paulo Sacramento

Um ano antes da desativação da Casa de Detenção do Carandiru, detentos aprendem a utilizar câmeras e documentam o cotidiano do maior presídio da América Latina.

NOVO “Quando tudo começa” de Bartrand Tavernier

A trama focaliza a história do professor Daniel Lefebvre (Philippe Torreton), que ensina crianças em Hernaing, uma pequena cidade que sofre com o fechamento das minas de carvão e enfrenta uma taxa alarmante de 34% de desemprego. Daniel e os outros professores são aconselhados a não se envolver com os problemas crônicos da comunidade, mas é impossível para Daniel permanecer imune à miséria, à falta de assistentes sociais, à indiferença do governo e aos sérios problemas domésticos que suas crianças enfrentam. Depois de um trágico incidente na escola, Lefebvre decide comandar uma campanha contra o governo local, reivindicando condições mínimas de vida e dignidade para a população. Além de dificuldades pessoais, como a doença do pai, um ex-mineiro que sofre de enfisema, ele irá enfrentar enormes dificuldades burocráticas e a maquinação das autoridades educacionais, que farão de tudo para colocar o professor na linha.

NOVO “Quando Voam as Cegonhas” de Mikheil Kalatozishvili

A União Soviética perdeu, na II Guerra Mundial, pelo menos dez por cento de sua população. Durante os ataques alemães às tropas russas no estopim da Segunda Guerra, o jovem rapaz Boris decide se alistar, deixando sua amada Veronika à esperar por ele em Moscou. Com o passar dos meses, nenhuma notícia chega de Bóris, apesar das outras mulheres da vizinhança receberem com frequência cartas dos fronts, Veronika acaba se casando com Mark, um primo de Bóris. Mas o desespero e falta de aceitação dos absurdos da guerra fazem com que ela fique na eterna espreita, esperando a volta do antigo namorado.

“Quarto Poder” de Costa-Gavras

Max Brackett (Dustin Hoffman) já foi o mais popular repórter da TV americana, mas agora vive no anonimato. Ao entrevistar a diretora de um museu, ele se depara com a história que pode mudar a história de sua carreira. Dentro do museu, o ex-segurança Sam Baily (John Travolta), exige seu emprego de volta. Armado até os dentes, ele dispara um tiro acidental e, a partir daí, sua situação fica ainda mais complicada. Desesperado, Sam acaba fazendo a diretora do museu e um grupo de crianças como reféns. Um erro fatal que oferece ao repórter a oportunidade de mostrar ao mundo que ainda está em forma. Afinal, ninguém sabe como criar e conduzir uma notícia como Max Bracket...



"Que Viva México!" de Grigory Alexandrov e Sergei Eisenstein

Depois de revolucionar a edição cinematográfica com as montagens de Potenkin e A Greve, o diretor soviético Sergei Eisenstein, foi para Hollywood testar sua capacidade na Indústria Cinematográfica. Eisenstein, Grigory Alexandrov e o Dir. de Fotografia Eduard Tisse, maravilhados com a etnia, geografia e a diversidade cultural mexicana, começaram a filmar um documentário altamente estilizado do povo e da sociedade volátil do México. Infelizmente, por problemas financeiros o diretor não conseguiu editar o filme. Mas em 1979, com longas anotações, desenhos (story board) de próprio punho, e rigorosa orientação do mestre Eisenstein, Alexandrov conseguiu finalizar a melhor e definitiva versão e a mais próxima possível do projeto inicial. Que Viva México!, é uma combinação brilhante: etnográfica, política, dramática e surrealista.

"Queimada!" de Gillo Pontecorvo

Queimada é uma das mais contundentes denúncias da violência, do colonialismo e da manipulação social, que conta com uma forte eloqüência na exposição das contradições entre traidores e idealistas. Em 1845, numa ilha do Caribe que tem o sugestivo nome de Queimada (aludindo a um sangrento episódio de seu passado), desembarca um agente britânico, William Walker (Marlon Brando), que fomenta na população de escravos a idéia da revolução contra os colonizadores portugueses. Mas, o agente Walker era, na verdade, um homem a serviço do Almirantado Britânico e de industriais açucareiros ingleses, que apenas procurava tirar os colonizadores portugueses do caminho. Logo, os empobrecidos novos governantes descobrem que não têm alternativa senão vender o açúcar, principal produto da ilha, aos ingleses, em condições desvantajosas. Dez anos depois, tenta-se uma nova revolução, onde o inglês Walker volta para sufocá-la -- nem que para isso tenha de queimar novamente toda a ilha e aniquilar a população, como fizeram os portugueses ali, em 1520. Este episódio da queimada refere-se á fatos reais, ocorridos no Caribe, só que cometidos por colonizadores espanhóis.

“ Quilombos Maranhenses: cultura e política” de Cláudio Farias


Existem no Maranhão cerca de 400 comunidades negras. Quilombos Maranhenses: Cultura e Política investiga os aspectos sócio-políticos destes grupos, enfocando os quilombos de Santa Cruz, localizado no município de Buriti de Inácia Vaz, e Damásio, situado no município de Guimarães. O filme aborda ainda a atual situação de inúmeras comunidades de Alcântara, que perderam seu território original para a Base de Lançamento de Foguetes, e tantas outras comunidades quilombolas que se encontravam relegadas ao esquecimento. Uma demonstração de que a cultura negra não pode ser reduzida ao binômio "dançar e cantar": é política, é lazer, resistência, organização, a própria vida.



"Raízes do Brasil" de Nelson Pereira dos Santos DVD Duplo

Raízes do Brasil traça um percurso afetivo e histórico de Sérgio Buarque de Holanda. O historiador Sérgio Buarque de Holanda, retratado pelas lentes de Nelson Pereira dos Santos, vivia submerso no universo de seus livros, mas deixava a porta do escritório aberta para ouvir os ruídos da casa e as eventuais fofocas. Era extremamente dedicado ao trabalho e ao mesmo tempo adorava a boemia e um papo com os amigos. Erudito, brincalhão e devorador de livros, sua historia é contada no filme pela família, amigos e através de uma cronologia que ele próprio escreveu.

“Reds” de Warren Beatty DVD Duplo

Um pouco antes da Primeira Guerra Mundial John Reed (Warren Beatty), um jornalista americano, conhece Louise Bryant (Diane Keaton), uma mulher casada, que larga o marido para ficar com Reed e se torna uma importante feminista. Eles se envolvem em disputas políticas e trabalhistas nos Estados Unidos, e vão para a Rússia a tempo de participarem da Revolução de outubro de 1917, quando os comunistas assumiram o poder. Este acontecimento inspira o casal, que volta aos Estados Unidos esperando liderar uma revolução semelhante.


NOVO "Redacted - Censurado" de Brian de Palma

"A verdade é a primeira vítima da guerra" , explica um dos personagens do filme. História baseada em um recente acontecimento da Guerra no Iraque, no qual quatro soldados americanos estupraram e mataram uma garota de 14 anos, além de matar mais três membros da família.
A história se desenvolve através de uma colagem e sucessão de imagens midiáticas, focando as modernas formas de cobertura de guerras pela mídia.

NOVO "República Guarani" de Sylvio back

Documentário sobre uma sociedade criada por jesuítas, com sucessivas gerações de índios guaranis que chegou a abranger 500 mil pessoas. Entre 1610 e 1767 a República dos guaranis se desenvolveu em uma vasta região, banhada pelos rios Paraná, Uruguai e Paraguai, tornando-se um projeto sócio, político, religioso e arquitetônico único na história do relacionamento conquistador-índio.




"A Revolução" de Stephen Marshall

Jake Cassavetes (Nathan Crooker) trabalha como cinegrafista para uma rede mundial de TV. Ele voltou recentemente do Iraque, de onde não podia sair durante a invasão dos Estados Unidos. Seu novo trabalho envolve rastrear os movimentos de um grupo de políticos radicais chamado "The Black Block", que planeja agir na Convenção Republicana Nacional, a ser realizada em Nova York. Com o apoio de sua namorada Chloe (Amy Redford), Jake entrar no grupo e acompanhá-los rumo à convenção. Porém em meio às investigações ele se apaixona por Tina (Rosario Dawson), uma jovem viúva que perdeu o marido na guerra do Iraque.



“A Revolução dos Bichos” de John Stephenson

Numa alegoria a corrupção do poder na União Soviética comandada por seu líder, Josef Stalin, o escritor George Orwell escreveu "A Revolução dos Bichos". Considerada um best-seller, a obra narra a história do fazendeiro Jones (Pete Postlephwaite). Um homem beberrão e cruel que explora seus animais. Revoltados com seu proprietário, eles se organizam em seu lar. De posse da terra, os bichos passam a controlar o lugar, decretando uma série de novas regras. Mas na busca de uma sociedade ideal se vêem traídos pela opressiva atuação dos novos dirigentes.



NOVO "Revolução Francesa - History Channel"

Documentário que analisa e estuda a Revolução Francesa, com imagens de lugares onde se deram os acontecimentos mais importantes, entrevistas com estudiosos e especialistas e reconstituições dos momentos mais importantes da revolução que deu o rumo do mundo moderno.




“Revolución, a verdade sobre Fidel Castro” de Errol Flynn

Fidel Castro e Errol flynn juntos num filme? Estranho, mas verdade. Errol Flynn e o produtor Victor Pahlen estavam em Havana aproveitando a vida da alta sociedade quando estourou a revolução de Fidel Castro. Os dois cineastas pegaram suas câmeras, foram às ruas e fizeram este documentário único, com imagens incomparáveis da Revolução Cubana, apresentadas e narradas por Flynn. Devido a motivos políticos, o filme só foi exibido na Rússia e depois arquivado por quase 50 anos. Agora em DVD pela primeira vez no Brasil imagens de Cuba nunca antes vista, no frescor da sua revolução.

“Romero” de John Duiga

ROMERO é baseado na vida de Oscar Romero, um padre de El Salvador que se passou de simples clérigo á um importante líder político do país. Romero lutava contra as violações dos direitos humanos, e por isso transformou-se em um herói para o povo salvadorenho. Com uma atuação excelente Raul Julia retrata o padre revolucionário, que se esforça para lutar pela paz, contra a violenta opressão á qual seu povo estava submetido. Romero transformou-se na voz dos milhares que eram forçados ao silêncio pelas graves injustiças sociais e pela tortura, inspirando as pessoas de uma nação pobre e arrasada á lutarem por seus direitos básicos, mesmo que sob a ameaça de prisão e de assassinato. O filme traz um olhar profundo sobre a jornada espiritual de um homem, sua busca por justiça e liberdade, num realidade dominada pela violência e opressão política.



"Rosa Luxemburgo" de Margarethe Von Trotta

Reprodução fiel das discussões dentro do Partido Social Democrata Alemão, na entrada do século 20, com destaque para o debate sobre reforma ou revolução e Rosa Luxemburgo. Uma excelente reconstituição da agitação da época e da vida de Rosa Luxemburgo.


"Sacco e Vanzetti" de Giuliano Montaldo

Um dos melhores filmes do cinema político italiano dos anos 70. Esta Edição traz muitos extras, incluindo raros cinejornais da época.
Apoiado na tocante canção tema de Joan Baez e Ennio Morricone, o cineasta Giuliano Montaldo (Giordano Bruno) reconstitui a história real dos imigrantes italianos Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti, acusados de assassinato e levados a julgamento em 1921, nos Estados Unidos. Por serem anarquistas, são condenados à morte num dos mais famosos erros judiciais do século XX. Nos anos seguintes, a luta pela anulação da sentença leva milhares de pessoas às ruas em todo o mundo. Proibido no Brasil durante a ditadura militar, Sacco & Vanzetti é um filme sobre uma página obrigatória da história contemporânea.




“Salvador – o martírio de um povo” de Oliver Stone

Estamos em 1980. Jovens, mulheres e crianças estão sendo brutalmente assassinados em uma sangrenta guerra civil em El Salvador. É um cenário horrível...mas perfeito para Richard Boyle, um desregrado jornalista fotográfico, cuja carreira precisa de um novo impulso. Armado com sua câmera, Boyle une-se às linhas de frente do combate em uma tentativa de capturar imagens atrozes, porém valiosas, da dor e do horror. Mas a cada foto que ele tira, ele percebe um lado trágico humanitário que incendeia sua compaixão há muito encrudecida. E inesperadamente ele descobre algo que irá mudá-lo para sempre: sua alma.

NOVO “Salvador Allende” de Patricio Guzmán

Documentário sobre a vida do presidente e líder popular revolucionário Salvador Allende. De sua infância em Valparaiso e sua formação anarquista, toda sua trajetória política, até sua morte durante o golpe militar do general Pinochet em 11 de setembro de 1973. Esta é mais uma das obras de Patricio Guzmán que meticulosamente documenta as muitas situações políticas do Chile, de esperança, raiva e tragédia. Ao contrário da “Batalha do Chile” e “Chile, Memória Obstinada”, este filme faz a crônica da vida do homem que simbolizou o salto histórico da escuridão para a esperança de toda uma nação.




“Santo Agostinho” de Roberto Rosselini

Uma cinebiografia de Agostinho de Hipona (354 - 430), um dos maiores filósofos do Cristianismo. Rossellini focaliza a principal fase da vida e da obra de Agostinho: o momento em que se torna bispo de Hipona. Com rigor histórico e realismo, o filme mostra seu combate aos heréticos donatistas, a sua famosa oratória, suas idéias e a realização de seus principais livros, como Confissões e Cidade de Deus.
"Sessão Especial de Justiça" de Costa-Gravas

Drama político ambientado na França durante a ocupação alemã, sobre o governo Vichy e a volta de leis anti-terroristas ultrapassadas, que permitiram ao sistema judiciário francês rejulgar um grupo de prisioneiros para acalmar os ânimos dos alemães.

“Sem Novidade no Front” - de Lewis Millestone

Sete estudantes patriotas alemães apresentam-se como voluntários para o serviço militar em plena Primeira Guerra Mundial. Baseado no conto homônimo de Erich Maria Remarque, "Sem Novidade No Front" é um grande filme pacifista, que mostra a loucura e futilidade da guerra. As cenas de guerra nas trincheiras são retratadas de forma brilhante e dolorosa. Mesmo muitos anos após o seu lançamento, continua sendo um tema atual e dominante nos países que sofreram e sofrem com a guerra.
Vencedor dos Oscars® de Melhor Filme e Melhor Diretor. Considerado o maior filme anti-guerra de todos os tempos.


NOVO “Siddhartha” de Conrad Rooks

Vinte e cinco séculos atrás, o jovem brâmane Sidarta deixa a casa do pai. Tem apenas 18 anos e busca o nirvana, o estado eterno de paz e equilíbrio. Por anos, torna-se asceta a discípulo de Buda. Depois, cansa-se desta vida de jejuns, cânticos e total despojamento e parte para o mundo. Com Kamaswami, aprende os princípios do comércio e a ganhar muito dinheiro. Com a bela cortesã Kamala, descobre os segredos do amor carnal. Ele experimenta todos os modos de vida à medida em que os anos passam. Sua busca só parece terminar quando, já um homem velho, decide tornar-se um simples barqueiro. A história se baseia no famoso livro escrito em 1922 pelo alemão Herman Hesse, que se tornou quase uma bíblia da contracultura em meados dos anos 60, por suas implicações filosóficas na busca do Eu.


NOVO “Sindicato de Ladrões” de Elia Kazan

Marlon Brando nos oferece uma de suas mais empolgantes atuações neste verdadeiro clássico da Columbia. O Ex-lutador Terry Malloy costumava ser um competidor, mas agora trabalha para Johnny Friendly , o chefão do sindicato. Terry se sente culpado por levar um grevista inocente à morte. Dirigido por Elia Kazan, este é um dos filmes mais aclamados da história.

NOVO “Sombras de Goya” de Milos Forman

Nos primeiros anos do século XIX, em meio ao radicalismo da Inquisição e à iminente invasão da Espanha pelas tropas de Napoleão Bonaparte , o gênio artístico do pintor espanhol Francisco Goya é reconhecido na corte do Rei Carlos IV. Inés , a jovem modelo e musa do pintor, é presa sob a falsa acusação de heresia. Nem as intervenções do influente Frei Lorenzo , também retratado por Goya, conseguem evitar que ela seja brutalmente torturada nos porões da Igreja. Estes personagens e os horrores da guerra, com os seus fantasmas, alimentam a pintura de Goya, testemunha atormentada de uma época turbulenta.
“Sylvio Back: A guerra dos Pelados e a guerra do Brasil”

A Guerra dos Pelados: Outono de 1913, interior de Santa Catarina, Campanha do Contestado. A concessão de terras a uma companhia da estrada de ferro estrangeira para explorar suas riquezas através de uma serraria subsidiária, e a ameaça de redutos messiânicos de posseiros expropriados geram um sangrento conflito na região. Por exigência dos "coronéis", forças militares regionais e o Exército nacional intervêm. Mas, os "pelados" (assim chamados por rasparem a cabeça) se revoltam, protagonizando uma resistência à semelhança de Canudos. Guerra do Brasil: Entre 1864 e 1870, a América do Sul é palco do maior e mais sangrento conflito armado do século, conhecido como a "Guerra do Paraguai", ou "Guerra Grande", para os paraguaios. Misturando realidade e ficção, o documentário debate este "ensaio" da I Guerra Mundial, que envolveu Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, vitimando em torno de um milhão de pessoas. No filme entrelaçam-se a história oficial, o imaginário popular e a crítica de militares, cronistas e historiadores, articulado a um complexo painel iconográfico e musical, e a um resgate visual do teatro de operações no Paraguai.

"Sylvio Back: Aleluia, Gretchen & Rádio Auriverde"

Aleluia, Gretchen:Saga de uma família de imigrantes alemães que, fugindo ao nazismo, vem se radicar numa cidade do Sul do Brasil, por volta de 1937. Às vésperas e durante a II Grande Guerra, membros da família se envolvem com a Quinta Coluna e o Integralismo. Na década de 50, graças a ligações perigosas com o rescaldo da guerra, os Kranz são visitados por ex-oficiais da SS em trânsito para o Cone Sul. A trama se estende aos dias de hoje. Rádio Auriverde: Com imagens e sons inéditos de Carmen Miranda e do Brasil na II Guerra Mundial, o filme penetra no desconhecido universo da guerra psicológica que conturbou a presença da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Itália. Através das musicalmente alegres e debochadas transmissões de uma rádio clandestina, tema-tabu entre os pracinhas, o filme acaba também revelando as tragicômicas relações entre os Estados Unidos e o Brasil durante o conflito - cujas conseqüências jamais se esgotaram.


“Sylvio Back: Yndio Brasil e Cruz e Sousa, o poeta do desterro”

Cruz e Sousa - O Poeta do Desterro: Biografia do poeta brasileiro, filho de escravos, João da Cruz e Sousa (1861-1898), fundador do Simbolismo no Brasil e considerado o maior poeta negro da língua portuguesa. Através de 34 "estrofes visuais", o filme rastreia desde as arrebatadoras paixões do poeta em Florianópolis (SC) ao seu emparedamento social, racial e intelectual e trágico fim no Rio de Janeiro. Yndio do Brasil: Colagem de dezenas de filmes nacionais e estrangeiros - de ficção, cinejornais e documentários - revelando como o cinema vê e ouve o índio brasileiro desde quando foi filmado pela primeira vez em 1912. São imagens surpreendentes, emolduradas por músicas temáticas e poemas, que transportam o espectador a um universo idílico e preconceituoso, religioso e militarizado, cruel e mágico do nosso índio.

NOVO “O Tambor” de Volker Schlöndorff

Na cidade de Danzig na Alemanha, entre os anos de 1920 e 1930, logo após o nascimento de Oskar Matzerath , sua mãe lhe promete que quando completasse três anos ele ganharia um tambor de latão. E, no dia da comemoração de seu aniversário, após presenciar os jogos sexuais anormais entre sua mãe e seu primo com quem mantinha um caso, Oskar decide que não cresceria mais e se atira pela escada da adega. Isso não o mata, mas provoca uma condição que impede seu crescimento. Quando seu padrasto e vários professores tentam tirar dele seu adorado tambor de latão, Oskar demonstra todo seu talento bizarro em, com um grito muito agudo, quebrar vidros. Enquanto isso, o movimento nazista está crescendo na Alemanha e o padrasto de Oskar se junta ao partido...




“Terra de Ninguém” de Danis Tanovic
Esta é a história de dois soldados, Ciki (Branko Djuric) e Nino (Rene Bitojorac), um bósnio e um sérvio que se encontram ilhados entre linhas inimigas, na terra de ninguém, durante o conflito da Bósnia em 1993. Enquanto eles tentam resolver este contratempo bizarro, um bravo Sargento das Nações Unidas vai ajudá-los, apesar de ter recebido ordens para não intervir. Seguido pela imprensa, o assunto acaba se transformando em um acidente internacional. Em um tenso impasse entre os diversos lados envolvidos no conflito e com a mídia aguardando por seu desfecho, Ciki e Nino tentam desesperadamente negociar por suas vidas em meio à insanidade da guerra.

"Terra e Liberdade” de Ken Loach

Filme sobre a Guerra Civil espanhola. Em 1936, jovem inglês desempregado abandona Liverpool para lutar contra os fascistas. Junta-se ao contingente internacional da Milícia Republicana, em Aragon, e mais tarde se desentende com seus companheiros do Partido Comunista. Com essa história, Loach exprime sua precisa visão política e seu engajamento socialista.





NOVO “The Day the country Died”

Através de entrevistas com os principais actores do movimento anarquista-punk, este documentário explora a evolução de um gênero musical e cultural.

“Todos os Homens do Presidente” de Alan J. Pakula

Em uma noite comum, no Edifício Watergate, luzes piscantes revelam quatro criminosos pegos no ato. Por causa dos acontecimentos daquela noite, naquele prédio, um presidente dos Estados Unidos acabou sendo levado para fora da Casa Branca. Dois repórteres de Washington, Bob Woodward (Robert Redford) e Carl Bernstein (Dustin Hoffman) agarraram a história e mantiveram-se agarrados a ela, desafiando dúvidas, negações e desencorajamentos. Todos os Homens do Presidente é a história deles. Dirigido por Alan J. Pakula e baseado no livro escrito pelos próprios Woodward e Bernstein, esse filme histórico ganhou quatro prêmios Oscar (Melhor Ator Coadjuvante para Jason Robards, Roteiro Adaptado para William Goldman, Direção de Arte e Som), explorando não apenas o escândalo de Watergate, mas principalmente, a rotina de um jornal e seus repórteres, cujo único objetivo é contar a verdade, da maneira certa.


"Trótsky" de Alain Dugrand e Patrick Le Gall

Documentário sobre a vida e a história polítca de Léon Tróstky, o revolucionário russo comunista, figura importante do século XX. O filme apresenta raras imagens históricas da Rússia czarista, passando pela revolução de 1905, a agitada situação política do país que culminou na Revolução de 1917, tendo Tróstsky e Lênin como líderes máximos. Junto com outros líderes jovens, Lênin traça os planos econômicos, e Trótsky organiza o Exército Vermelho no chamado "comunismo de guerra", para defender, á seu modo, a vitória da revolução e de seu partido. Foi um período de muita fome, guerras e violência para Rússia, que se enfrentava numa sangrenta guerra civil, onde mais de 15 milhões de pessoas morreram. Alguns anos após a revolução e á recente morte de Lênin, Stálin consegue amplos poderes, perseguindo e eliminando seus críticos e opositores. Trótsky é exilado na Turquia, e no fim de sua vida se refugia no México, onde encontra Diego Rivera e Frida Khalo. Ele ainda tenta reaver o sentido da revolução comunista distorcido por Stálin. Porém acaba sendo assassinado por um agente da polícia secreta russa á mando de Stálin. Um documentário que passa em revista importantes fatos do século XX.


NOVO “O Último dia de Lampião” de Maurice Capovilla


O documentário é uma reconstituição das últimas 24 horas de Lampião, o famoso capitão Virgolino Ferreira, também conhecido como o Rei do Cangaço. O documentário apresenta entrevistas feitas com remanescentes das tropas do governo e integrantes do bando de Lampião, contando detalhes da traição e da morte desse personagem preferido da literatura de cordel. A película faz uma reconstituição das últimas horas de Lampião pautado nas entrevistas feitas com os personagens que fizeram parte dessa história. Os entrevistados relatam inclusive o momento em que Lampião, o rei do cangaço, é metralhado pelas tropas do governo na Fazenda Angico.




“Uma Cidade sem Passado” de Michael Verhoeven

Na Alemanha ocidental da década de 70, a estudante (Sonja) enfrenta a hipocrisia e a violência de sua cidade ao investigar o passado nazista local, em um concurso de monografias intitulado “Minha cidade durante o Terceiro Reich”. Na provinciana, obtusa e hipercatólica Pfilzing (a cidade de Passau, na realidade), Sonja combate sozinha o boicote e o terrorismo dos poderosos locais ao tentar desenterrar os arquivos de perseguição aos judeus e comunistas. O nazismo travestido de "sociedade democrática" é denunciado com agilidade, ironia e elenco de primeira. O roteiro inspira-se na história real de um adolescente da Bavária que escreveu uma tese sobre o impacto do nazismo em seu país, tornando-se objeto do desprezo dos seus compatriotas. Foi lançado durante a reunificação das Alemanha (em 1989).

"Um Grito de Liberdade" de Richard Attenboroug

Inesquecível amizade entre dois homens inesquecíveis. A tensão e o terror presentes atualmente na África do Sul são vivamente retratados nesta arrebatadora história dirigida por Richard Attenborough sobre o ativista negro Stephen Biko (Denzel Washington) e um editor jornalístico branco liberal que arrisca a própria vida para levar a mensagem de Biko ao mundo. Depois de travar contato com os verdadeiros horrores do apartheid através dos olhos de Biko, o editor Donald Woods (Kevin Kline) descobre que o amigo foi silenciado pela polícia. Determinado a não deixar que a mensagem de Biko seja abafada, Woods empreende uma perigosa fuga da África do Sul para tentar levar a incrível história de coragem de Biko para o mundo. A fascinante história real oferece um relato emocionante do ser humano em seu lado mais nefasto e mais heróico.


NOVO “Um herói do nosso tempo” de Radu Mihaileanu


O drama busca inspiração no êxodo de 8 mil judeus etíopes (chamados “falashas”), em 1984, que fugiam do governo pró-soviético de seu país para tentar algum tipo de salvação em Israel. Eles empreenderam a pé uma peregrinação de aproximadamente 600 quilômetros, da Etiópia ao Sudão, buscando a partir dali chegar à terra prometida que acenava com fartura e dias melhores. Porém, apenas a metade chegou viva a um campo de refugiados no Sudão, onde famintos de toda a África disputavam pela sobrevivência. É neste campo sudanês que um garoto de oito anos (Moshe Agazai) é praticamente expulso do lugar pela própria mãe, que lhe diz duramente o tal título original do filme: “Vá, Viva e se Transforme”. Com apenas 8 anos, Salomão (Moshe Agazai) é um caldeirão humano de culturas e religiões: é um cristão negro nascido na Etiópia, que vive em um campo de refugiados no Sudão. Para sobreviver sua mãe (Meskie Shibru Sivan) o ensina a se fingir de judeu, de forma que possa entrar em Israel. Lá ele é adotado por uma família de judeus de origem francesa. Obrigado a usar os mais variados recursos para justificar a mentira de que é judeu e também órfão, Salomão também enfrenta dificuldades em se adaptar com sua nova vida.


“Uma Mulher Contra Hitler” de Marc Rothemund

Em Munique, um grupo de jovens universitários apela para a resistência como forma de conter a máquina de guerra nazista. Assim, nasce o Rosa Branca. A única mulher que participa do grupo é Sophie Scholl. Enquanto distribuíam panfletos, ela e seu irmão são presos. Os dias que se seguem são de intensos interrogatórios conduzidos pelos oficiais da Gestapo, nos quais Sophie tenta proteger a qualquer custo os membros da organização.

"Underground - Mentiras de Guerra" de Emir Kusturica

Em Underground, o diretor Emir Kusturica apresenta de maneira bastante irônica o último meio século de conflitos na sua Iugoslávia, da invasão nazista na segunda grande guerra até a invasão norte-americana na recente guerra dos Balcãs. Durante a primeira invasão, um grupo de pessoas procura abrigo no subterrâneo de um velho palácio, e se mantém sob a custódia de um amigo, Marko, que possui boas relações com os nazistas, que tomaram Belgrado. Além de informações sobre a guerra, Marko abastece o submundo de underground com água, alimento e ilusões. A absurda vila subterrânea se transforma numa pequena e delirante fábrica, para com o trabalho de seus habitantes poder pagar os favores do amigo, que a tem como um grande negócio, principalmente em tempos de instabilidade política e econômica. Para Marko é fundamental, para manter o negócio em atividade, convencer os habitantes de underground de que a guerra nunca chega ao fim. Realmente os anos passam e os conflitos continuam, numa situação completamente caótica.


“Vale a Pena Sonhar ” de Stela Grisotti e Rudi Bohm DVD Duplo

Vale a pena sonhar retrata os sonhos e utopias de uma geração de homens e mulheres que dedicaram suas vidas à luta pela justiça, liberdade e democracia, tendo como fio condutor a história de Apolônio de Carvalho. Sua luta, sem fronteiras, junto aos republicanos na Guerra Civil Espanhola, na Resistência Francesa contra o nazismo e no combate à ditadura militar no Brasil nos anos 60, assim como fatos da vida cotidiana e familiar de militante de esquerda que assina a ficha número 1 de filiação do PT. Edição Especial em DVD duplo, com mais de 5 horas de extras, e com menus e legendas em quatro idiomas: inglês, espanhol, francês e português.




"Ventos da Liberdade" de Ken Loach

Na Irlanda, em 1920, trabalhadores das cidades e do campo se unem à guerrilha para combater a tropa que quer impedir a independência irlandesa. O filme acompanha, especificamente, o drama de dois irmãos que entram em combate: Damien (Cillian Murphy ), que abandona uma promissora carreira como médico, e Teddy (Padraic Delaney), um violento guerrilheiro.





NOVO “Vermelhos e Brancos” de Miklós Jancsó


Em 1919, perto do Rio Volga, os Czaristas, brancos que tentam restabelecer o governo monárquico, enfrentam e matam os rebeldes vermelhos, principalmente húngaros que fogem deles e depois os enfrentam. A história segue o exército vermelho e o exército branco que se enfrentam em meio a revolução russa, liderada por Lênin, transformando o país em uma guerra civil apoiada pelas potências estrangeiras que desejavam a volta do czarismo. O filme mostra os detalhes dessa guerra. Considerado um dos mais fortes e contundentes filmes de guerra já realizados. Considerado por alguns, como propaganda comunista, o filme é na verdade uma evocação minimalista da falta de sentido da guerra.


NOVO “Vinhas da Ira” de John Ford


Após cumprir pena por homicídio, Tom Joad volta para casa onde encontra a propriedade de sua família arrasada pelo clima e pela ganância dos bancos. Com pouco potencial de trabalho no horizonte da poeira de Oklahoma, toda a família empacota suas coisas e parte para a terra prometida: a Califórnia. Mas a árdua viagem e as difíceis condições de vida que encontram não servem muito de alívio para seus problemas, e manter a unidade familiar acaba sendo um desafio tão grande quanto as diversidades que enfrentam.

"Vinicius de Moraes” de Miguel Faria Jr. DVD Duplo

A vida, a obra, a família, os amigos, os amores de Vinicius de Moraes, autor de mais de 400 poesias e cerca de 400 letras de músicas. A essência criativa do artista e filósofo do cotidiano e as transformações do Rio de Janeiro, através das raras imagens de arquivo, entrevistas e interpretações de muitos de seus clássicos. Com participação de: Olívia Byington, Zeca Pagodinho, Adriana Calcanhoto, Mariana Moraes entre outros interpretam os grandes clássicos. Depoimentos de: Maria Bethânia, Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil, Toquinho entre muitos outros.







“Vlado - 30 Anos Depois”de João Batista de Andrade

No dia 25 de outubro de 1975 o jornalista Vladimir Herzog acorda de manhã e se despede da mulher Clarice: ele deve se apresentar ao DOI-CODI, órgão da repressão política do regime militar, para um depoimento. Vlado nem imaginava que nunca mais voltaria para casa. Naquele fatídico dia ele seria morto. Segundo fonte oficial, teria se suicidado na prisão. Neste documentário o diretor João Batista de Andrade ouve depoimentos de amigos, familiares, colegas que viveram com Vlado a história, a amplitude das perseguições dos anos de chumbo, a trajetória do jornalista, desde sua infância até sua posse como Diretor de Jornalismo da TV Cultura de São Paulo e a perseguição a ele iniciada naquele momento. Com depoimentos de Clarice Herzog, José Mindlin, Ruy Ohtake, Dom Paulo Evaristo Arns, Henry Sobel, Fernando Morais, Paulo Markun, João Bosco, Aldir Blanc, Alberto Dines, Diléia Frate, Mino Carta, Rose Nogueira.

“Vocação do Poder” de Eduardo Escorel e José Joffily

Qual o atrativo de uma carreira política? Essa é uma das perguntas feitas por Vocação do Poder. Para tentar responder, a equipe acompanhou seis candidatos a vereador na eleição do Rio de Janeiro em 2004. O documentário traça um panorama das campanhas de cada personagem e do processo eleitoral - desde as convenções partidárias, passando pelo trabalho nas ruas, a apuração dos votos, até a reação dos eleitos e dos derrotados depois de conhecido o resultado.



"Vozes Inocentes" de Luis Mandoki

Situado em El Salvador na década de 80, em plena guerra civil de assolou o país, o jovem Chava (Carlos Padilla) deve escolher se se junta ao exército ou faz parte da guerrilha.Baseado na história verdadeira da difícil infância do roteirista Oscar Torres, o filme é a comovente história de Chava, um menino de onze anos que de repente se torna o "homem da casa" depois que seu pai abandona sua família no meio de uma guerra civil.A vida de Chava torna-se um jogo pela sobrevivência, não só das balas da crescente guerra, mas também dos temores surgidos da violência diária.

NOVO “Xingu” de João Paulo de Carvalho e Paulo Célio

Pela primeira vez, é o próprio índio que fala de seus costumes, rituais, tradição. Sua magia. Não é, mais o branco falando pelo índio. O projeto desde sua negociação com a FUNAI, pré-produções, gravações e edições levou um ano e meio. Foram umas 70 horas de barco, mais de 300 quilômetros a pé, carregando tralha. Um mergulho no Xingu nesse mundo simples onde o tempo não existe e nem é contado.

“Z” de Costa-Gavras

Tendo como trama básica o assassinato de um político liberal (Yves Montand) cometido como se fosse um acidente, é retratado o caso Lambrakis, fato acontecido na Grécia no início da década de 60 no qual a investigação sobre a morte do político foi escandalosamente encoberta por uma rede de corrupção e ilegalidade na polícia e no exército.



NOVO "Zona do Crime" de Rodrigo Plá

O adolescente Alejandro vive num complexo residencial fechado, um refúgio para os ricos no meio da tumultuada Cidade do México. O condomínio é protegido por seguranças e cercado de uma pobreza gritante. Durante uma tentativa de roubo armado, uma velha moradora é morta, mas sua empregada doméstica foge e chama a polícia. Os guardas do condomínio agem de forma rápida e brutal: dois dos criminosos morrem baleados. O terceiro, Miguel, escapa e perde-se dentro da zona do crime. Uma crítica á indústria da (in)segurança da sociedade capitalista, que gera feudos de riqueza e oceanos de pobreza separados por "muros da vergonha".
Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net